Londrinenses apresentaram seus produtos e serviços para clínicas e hospitais de grande porte da região

Um grupo formado por nove micro e pequenas empresas e startups do setor da saúde de Londrina participou de uma rodada de negócios com clínicas e hospitais de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. A ação aconteceu no dia 17 de outubro e foi organizada pelo Sebrae/PR, Sebrae/RS e Sindicato de Hospitais e Clínicas de Porto Alegre (Sindihospa) com objetivo de estreitar relações entre os dois polos de saúde e gerar oportunidades de crescimento para as empresas do setor.

As empresas londrinenses que participaram são desenvolvedoras de software, indústrias de móveis hospitalares, materiais e equipamentos médicos. A rodada oportunizou 110 agendas de negociação que aconteceram de forma simultânea entre compradores e fornecedores.

“As rodadas funcionam como ações que geram novas oportunidades de mercado. São encontros rápidos que permitem aos pequenos negócios o contato pessoal com empresas estratégicas que, por caminhos normais, teriam grande dificuldade de acessar”, explicou a consultora do Sebrae/PR, Simone Millan.

A indústria de Ricardo Magno da Silva fabrica móveis para hospitais. Ele contou que teve agendas com 11 hospitais da cidade. “Nossas vendas são feitas com auxílio de representantes comerciais. Desta vez, pude apresentar eu mesmo os produtos de forma direta para os compradores dos hospitais, foi um momento ímpar, pois voltei com três possibilidades reais de fechar contratos”, comemorou.

A oportunidade surgiu após a vinda de um grupo de empresas de Porto Alegre para Londrina, ocorrida em agosto deste ano. Na ocasião, os porto-alegrenses conheceram o Polo de Saúde de Londrina e também participaram de uma rodada de negócios.

“Assim, as empresas de Londrina tiveram a oportunidade de oferecer seus produtos e serviços para hospitais e clínicas de Porto Alegre, além de nos aproximarmos de outro importante polo de saúde brasileiro”, disse a consultora do Sebrae/PR.

A programação para os londrinenses contou com um seminário que discutiu as tecnologias e inovações que têm ocorrido na saúde e também as previsões para o futuro do setor.

Gilmar Machado, outro empresário que participou da rodada e do seminário, tem uma startup que funciona como uma plataforma de telemedicinas, que facilita consultas médicas de forma online. “Esta forma de exercer a medicina já acontece nos Estados Unidos, China e Europa. Em Porto Alegre eu pude expor meus serviços e também me estimulou a conquistar mais espaço no Brasil”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *