Entenda como um detalhe de identificação contribui com a segurança do paciente

A ANVISA – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – estabelece, em sua RDC nº 02/2010, entre outros procedimentos relacionados, que os estabelecimentos de saúde devem fazer uso da rastreabilidade em todo material utilizado em cirurgias. A prática permite vários benefícios como rastreamento rápidos dos instrumentos, redução de perdas, produção de relatórios, antecipação de problemas e danos, entre outros. É possível acompanhar todo histórico de uso e localização, garantindo o controle em todo processo.

No fim do processo, quem mais ganha é o paciente, uma vez que com todo equipamento rastreado, fica mais fácil identificar o mau uso de instrumentos cirúrgicos, contribuindo assim para evitar complicações e infecções.

Para promover uma melhor identificação dos instrumentos, a empresa A-Ceolin, de Londrina-Paraná, inovou ao oferecer etiquetas com indicador químico, que mudam de cor quando o instrumento passa pelo processo de esterilização, dando ainda mais segurança nos procedimentos. A identificação pode ser feita ainda por gravações em instrumentais cirúrgicos a laser, microimpacto e micro-etiqueta. É a única empresa do segmento a obter o ISO 13485,  voltado para a gestão da qualidade para a indústria de dispositivos médicos.

A A-Ceolin também conta com um pacote de teste desafio, que literalmente desafia a autoclave (aparelho usado para esterilizar instrumentos cirúrgicos), para conferir seu funcionamento. O diferencial do produto está na composição de sua matéria prima, um polímero desenvolvido para suportar alta temperatura apresentando assim vantagens sobre outros materiais, como resfriamento mais rápido, maior sustentabilidade e resultados mais precisos.

“Nossos principais clientes são os que têm atuação direta com esterilização, como as centrais de materiais de esterilização hospitalar e empresas de validação de esterilização. A hospitalar será uma ótima oportunidade para termos maior visibilidade e crescer junto com o Polo da Saúde de Londrina”, comenta o farmacêutico da empresa, Renan Stabile.

Hospitalar 2018

A A-Ceolin é uma das empresas que integraram o estande Polo da Saúde de Londrina na Hospitalar 2018, maior feira do setor da saúde da América Latina.  Ao todo, 11 empresas representaram Londrina e Região, expondo seus produtos e serviços durante o evento, entre os dias 22 e 25 de maio, no Expo Center Norte, em São Paulo.

O Polo da Saúde de Londrina-PR é um projeto que se destaca pelo envolvimento de diversas entidades, empresas, indústrias e instituições, que promovem ações em prol do desenvolvimento do setor da saúde em Londrina e Região. O polo é hoje referência no Paraná e segue agora para uma nova fase, focada em inovação, visando o futuro e o desenvolvimento de novos produtos, tecnologias, pesquisas, modelos de negócio inovadores e conhecimento, tanto em produtos como em serviços da saúde. Destacam-se as recentes parcerias com Ministério da Saúde e ABDI (Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial), para a criação de Centros de Pesquisa, Prototipagem, Tecnologia e Inovação, além de instituições de ensino superior, incubadoras de empresas, institutos de inovação e hospitais.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *